É possível aplicar o Lean Six Sigma na saúde?

O Lean Six Sigma sem dúvida alguma é uma das metodologias de produção mais utilizadas ao redor do mundo. Com técnicas que ajudam a diminuir desperdícios e tornar as empresas mais rentáveis, ele é um dos métodos preferidos dos líderes e gestores das mais diversas áreas. Nesse sentido, questionamentos sobre: “É possível aplicar o Lean Six Sigma na saúde?” surgem o tempo todo. 

Afinal, em tempos nos quais esse setor tem sido bastante prejudicado, é preciso encontrar novos meios de garantir a excelência no serviços prestados. Portanto, contar com o Lean pode ser uma ótima opção para otimizar processos e acelerar resultados, algo fundamental com a pandemia do novo coronavírus. 

Desse modo, você descobrirá de maneira simples e clara novos métodos de transformar a sua empresa e torná-la ainda mais eficiente. Continue acompanhando e descubra tudo sobre como o LSS pode ser aplicado na saúde. Boa leitura

 Boa leitura! 

O que é o Lean Six Sigma?

Como o próprio nome indica, Lean Six Sigma nada mais é do que a junção de duas das maiores técnicas de produção utilizadas na atualidade: o Lean e o método Six Sigma. Juntos eles têm produzido resultados incríveis em diversas empresas, tanto em relação a redução de desperdícios quanto em aumento de lucro e da produtividade.

O método Lean foi criado no Japão e tem como principal foco reduzir os gastos desnecessários com matéria-prima e outros excessos dentro das companhias. Por meio disso, ele visa a criação da famosa produção enxuta, a qual gera um aumento da produtividade de maneira geral. 

Já o Six Sigma também foca na redução de desperdícios, porém nesse caso tratando diretamente dos processos produtivos. Ou seja, cortar atividades desnecessárias e que não têm valor agregado no produto final. 

Juntas, ambas as metodologias permitem criar uma empresa com máxima produtividade e menor quantidade de erros, a qual obterá grandes lucros através de suas vendas. 

Atualmente, essa é uma das técnicas de produção mais utilizadas pelas companhias ao redor do mundo, tendo em vista os seus excelentes resultados e a implementação da melhoria contínua nas companhias

É possível aplicar o Lean Six Sigma na saúde?

Como você pode perceber, falar sobre Lean Six Sigma é sinônimo de sucesso. Esse método de produção tem sido utilizado por empresas de todos os ramos, sempre com  foco  em reduzir gastos e desperdício de tempo nos processos da companhia. 

Além disso, o LSS pode ser aplicado na saúde pois prega questões de qualidade no serviço entregue, satisfação do cliente, redução de erros e retrabalhos.

Nesse sentido, a área da saúde também tem sido bastante beneficiada com a metodologia e a aplicado cada vez mais.

Afinal, por se tratar de um conjunto de técnicas e ferramentas de produção, ele pode ser aplicado nos mais diversos contextos. Portanto, hospitais, enfermarias e demais ambientes da saúde podem fazer uso das regras do Lean Six Sigma aplicado na saúde. 

Exemplos do Lean Six Sigma aplicado na saúde 

Como você pode imaginar, o Lean Six Sigma na saúde pode produzir resultados realmente notáveis. 

Já que, a técnica que elimina excessos é responsável por trazer agilidade, característica fundamental para as atividades dentro desse ramo. 

Um grande exemplo disso foi a construção de hospitais de excelência em tempo recorde, onde a metodologia Lean Six Sigma foi utilizada em todos os processos. O feito realizado na China foi um dos grandes responsáveis pela contenção do novo coronavírus no país, tanto em relação à agilidade quanto à qualidade dos procedimentos realizados nesses locais. 

No entanto, o Lean Six Sigma não é eficiente apenas quando novos projetos estão surgindo. Seus benefícios podem ser colhidos desde o desenvolvimento das atividades até sua execução final, solucionando diversos daqueles pequenos erros comuns no dia a dia.

Um exemplo disso é o aumento de eficiência de atendimento em postos de saúde, através da redução de filas. 

Além disso, a aplicação das técnicas em consultas médicas pode reduzir a incidência de erros, trazendo benefícios tanto para os profissionais quanto para os cidadãos em geral.

Lean Six Sigma aplicado na saúde: 3 dicas para aumentar a eficiência da técnica

Como você pode perceber, o LSS pode ser aplicado na saúde e já tem produzido diversos feitos ao redor do mundo. Por meio dele diversas clínicas e hospitais têm aprendido a trabalhar melhor e com menos desperdícios de tempo e dinheiro. 

Sendo assim, é evidente que aplicá-lo em seu local de trabalho trará muitas vantagens. Sabendo disso, separamos aqui algumas dicas para te ajudar nesse processo e tornar a sua empresa muito mais eficiente, eficaz e efetiva. Confira!

  1. Identifique os principais problemas 

O Lean Six Sigma na saúde é muito mais eficiente quando aplicado com um objetivo específico. Ou seja, antes de começar a implementação desse projeto na sua empresa, vale identificar quais são os principais problemas que afetam o dia a dia profissional e como é possível solucioná-los.

Desse modo, a aplicação da técnica poderá ser realizada diretamente nesse agente causador de dificuldades, apresentando resultados positivos em pouco tempo.

  1. Aplique as técnicas de melhoria contínua 

Além da redução de desperdícios, um dos maiores princípios do Lean Six Sigma aplicado na saúde é a melhoria contínua. Ou seja, uma constante análise e implementação de novas técnicas que tornarão a empresa ainda mais eficiente. 

Sendo assim, um ponto bastante importante é estabelecer agentes para a constante identificação de problemas passíveis de resolução. 

Desse modo, a empresa poderá estar sempre em ascensão, com cada vez menos dificuldades e progressivo aumento de seus lucros. 

  1. Sempre faça análises dos resultados obtidos 

Quando uma empresa faz alterações em seus processos é comum que ela passe por um período de adaptação. Sendo assim, os resultados das mudanças só começam a ser notados depois de algum tempo. 

Por esse motivo é muito importante que a companhia sempre realize o acompanhamento das transformações que o Lean Six Sigma está trazendo. 

Assim, ficará bem mais fácil compreender se o processo está sendo positivo ou precisa de uma nova abordagem para os próximos problemas. 

E aí, gostou de saber mais sobre a aplicação do Lean Six Sigma na área da saúde? Se sim, continue acompanhando o nosso blog e descubra ainda mais conteúdos incríveis, os quais vão ajudar a sua empresa a se tornar um grande case de sucesso no mercado! Aproveite!

Autor

Sou graduado em Jornalismo pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), pós-graduação em Jornalismo Esportivo pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), especialização em revisão pela Unicamp, além de cursos de revisão e otimização de textos pela Rock Content.

Escreva um Comentário