Qualidade de processos: 8 publicações para aprender tudo sobre

Saber como ter uma maior Qualidade de processos em uma empresa é vital para que essa se destaque no mercado. Quando se obtém melhorias nas atividades e produtos de uma organização, por consequência, os clientes ficam mais satisfeitos com a marca.

A gestão da Qualidade tem como objetivo, manter o máximo de aperfeiçoamento em todos os setores de uma empresa.

Atualmente, se uma organização não preocupa-se e não gerencia atentamente os seus processos e resultados, ela tende a ficar para trás na concorrência. Hoje em dia, os empreendimentos estão muito mais competitivos e a busca pela Qualidade é essencial.

1) Os 5 Porquês da Qualidade: o que é e veja exemplos de como aplicar

A técnica dos 5 Porquês possui um raciocínio simples e fornece grandes melhorias para quem a aplica em seu negócio. Entretanto, a aplicação correta dessa técnica pode exigir bastante tempo e atenção.

Essa estratégia serve para descobrir causas raízes de problemas. Os 5 Porquês da Qualidade foram desenvolvidos pelo engenheiro mecânico Taiichi Ohno (1912-1990). A técnica faz parte do Sistema de Produção Toyota ou Toyota System Production (TPS), em inglês.

Entenda melhor e mais rápidamente sobre a ferramenta no nosso vídeo abaixo:


Clique no botão abaixo para se inscrever no nosso canal!!!

O TPS foi criado após o período da Segunda Guerra Mundial. Pois, os gestores estavam realizando a tentativa de reestruturar as empresas japonesas, que estavam muito abaladas após o período.

No TPS foram criadas filosofias, técnicas, metodologias e ferramentas de qualidade que são aplicados em empresas até hoje, como os  “5 Porquês”.

Aprenda como utilizar os 5 Porquês com a leitura deste artigo.

2) Gurus da Qualidade Total: conheça 8 grandes nomes e aprenda com eles

A história da Qualidade Total foi marcada por diversos profissionais que criaram métodos inovadores  e mudaram a forma de realizar o gerenciamento nas empresas. Essas pessoas são chamadas de “Gurus da Qualidade”. Pois, eles criaram teorias, técnicas e metodologias que ainda são utilizadas nos dias atuais.

Esses profissionais aumentaram a competitividade das empresas e melhoraram a qualidade dos produtos e serviços. Como consequência, eles são responsáveis por gerar valor e maior satisfação para os consumidores. Suas contribuições inovaram as formas de planejamento e controle da Qualidade.

Conheça esses profissionais e suas respectivas inovações com a leitura deste texto.

3) Pilares da Qualidade Total: o que é e como aplicar?

A Qualidade Total exige um alto nível de competência dos gestores, pois todos os processos  devem estar funcionando em seus potenciais máximos.

Os pilares da Qualidade Total são uma forma de definir as principais características que uma gestão deve ter para atingir esse elevado nível de potencialidade. Dessa forma, é mais fácil organizar, planejar e definir essas características.

Segundo Vicente Falconi, no livro “Qualidade Total Padronização de Empresas” (1991), cada gestor deve enxergar a seu departamento como uma pequena empresa. Os líderes precisam trabalhar de maneira integrada com os liderados. Pois, a Qualidade Total só é alcançada se todos estiverem a par dos valores e objetivos da empresa e trabalharem para isso.

Conheça os 6 Pilares da Qualidade Total com a leitura desta publicação.

4) Quais são os indicadores de qualidade centrais para gestão?

Nesta publicação é abordado quais são os principais indicadores de qualidade utilizados por empresas. Também é explicado como eles funcionam.

Os indicadores de qualidade fazem parte dos indicadores de desempenho, também conhecidos por Key performance indicator (KPI). O objetivo da utilização dos KPIs é poder medir, verificar e controlar os processos de uma empresa. Através dessas mensurações é possível traçar estratégias para aumentar a qualidade de um negócio.

Os KPI são documentados de forma numérica ou percentual, com esses dados os gestores avaliam as atividades da empresa. Assim, é possível perceber se os processos precisam de melhorias ou não.

Porém, os indicadores devem ser utilizados de forma estratégica e cuidadosa, caso contrário, podem apresentar pistas falsas. Ou seja, nem tudo que é passível de mensuração pode ser utilizado como indicador.

Veja neste artigo como identificar bons KPIs e confira uma lista  com os principais indicadores de qualidade usados no mercado.

5) O que é FMEA em gestão da qualidade: 14 passos para aplicar

A sigla FMEA significa Failure Mode and Effect Analysis, em português: Análise dos Modos de Falha e seus Efeitos. Essa técnica consiste em gerar uma planilha, na qual consta diversos dados sobre um produto ou serviço.

Essa planilha costuma ser requisitada quando empresas estão contratando serviços de uma outra organização. Assim, os contratantes podem verificar se a outra empresa conhece amplamente o produto ou serviço que oferece.

Entenda melhor sobre FMEA nesse vídeo abaixo, e descubra como é possível aplicar essa técnica.

Com o FMEA, a empresa que está sendo contratada, pode demonstrar que conhece todos os riscos e falhas do produto que está oferecendo. Também é possível estipular o que deve ser feito caso um desses erros venha a ocorrer.

Veja 14 passos para executar o FMEA de maneira correta com a leitura deste artigo.

6) Como fazer um Diagrama de Ishikawa: aprenda como aplicar a seus processos

O diagrama de Ishikawa é uma ferramenta que também é conhecida como diagrama de causa e efeito, espinha de peixe ou 6M.

Esse diagrama foi elaborado visando estimular os funcionários a pensarem sobre as causas dos problemas que ocorrem em uma empresa. De maneira resumida, o diagrama de Ishikawa subdivide e classifica os problemas elencando os 6 tipos de causas mais comuns.

Aprenda a utilizar essa ferramenta que auxilia a resolver os problemas de sua empresa com leitura desta publicação.

7) Como fazer um histograma e aplicá-lo em suas estatísticas?

Histogramas são constantemente utilizados em empresas que realizam o controle da Qualidade de processos. Basicamente, um histograma é como um gráfico, por meio de barras ele demonstra a distribuição da frequência de variáveis. Na gestão da Qualidade devem ser pensadas quais variáveis precisam ser analisadas para buscar melhorias.

A incorporação do uso de histogramas em seu negócio pode gerar diversos benefícios. Esses dependem da estratégia e da forma como estão sendo avaliados os dados.

O uso do histograma permite que a empresa tome decisões baseadas em dados factuais. Ele também permite a análise dos resultados de processos e mudanças realizadas dentro da empresa. Dessa forma, ele permite comparações entre antes e depois, ou seja, como estavam os processo antes e depois das tomadas de decisões.

Confira dicas de como encontrar as variáveis que precisam ser analisadas em seu negócio através desta leitura.

8) O que é plano de ação 5W2H: tire JÁ o planejamento do papel

Nesta publicação são dadas explicações sobre esta ferramenta de gerenciamento de qualidade: o plano de ação 5W2H.

Essa técnica tem como objetivo tornar os planejamentos de uma empresa mais eficazes. Pois, por vezes, algumas empresas gastam muita energia estipulando um planejamento perfeito, mas na hora de colocá-lo em prática, não conseguem ter sucesso.

Com o 5W2H a equipe é capaz de entender melhor os problemas e definir o que deve ser feito com mais detalhes. Ao terminar uma plano de ação, os colaboradores da empresa devem estipular:

  • Quando executar as tarefas(When)?
  • Onde serão realizadas (Where)?
  • Quem as executará(Who)?
  • Por quê? Qual a relevância dessas tarefas (Why)?
  • O que será feito (What)?
  • Como será executado(How)?
  • Quantos estarão envolvidos (How many)?

Saiba mais detalhes sobre a ferramenta 5W2H com a leitura deste artigo.

Se o seu objetivo é aprender mais sobre o gerenciamento da Qualidade de processos e aplicar ferramentas que garantam e melhoria dos processos de sua empresa, confira os cursos da CAE Treinamentos. Em nosso site existem treinamentos GRATUITOS para iniciar seus estudos.

Esperamos que nossas informações sobre Qualidade de processos tenham sido relevantes para você. Quer continuar acompanhando conteúdos interessantes como esse? Acompanhe nosso blog, siga-nos no Facebook, LinkedIn ou assine o nosso canal no Youtube e não perca nenhuma novidade!

Autor

Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual Paulista - UNESP - com as certificações Green Belt - 6 Sigma, Aerodinâmica aplicada e Python no currículo, hoje faz parte do time da CAE Treinamentos, ministrando cursos e realizando consultorias na área.