Engenharia no Brasil: como está o mercado e como se preparar?

Sem tempo para ler este artigo sobre o mercado de engenharia no Brasil?  Ouça o podcast abaixo.

A engenharia no Brasil e no mundo é uma área das ciências exatas mais antiga da história, pois trata-se de uma profissão necessária para o avanço da civilização e do progresso tecnológico.

Mas hoje em dia, como anda o mercado de Engenharia no Brasil?

Se você tem interesse em conhecer mais sobre a engenharia no Brasil, leia nosso post e entenda melhor sobre como está o mercado no país atualmente!

Engenharia no Brasil: principais características do mercado 

A engenharia na atualidade é uma área cada vez mais requisitada no Brasil, de modo geral.

Exibe salários altos e há carência de profissionais mais qualificados, com especializações em vários setores de tecnologia.

Existe uma grande variabilidade nos tipos de engenharia definidos pelo Ministério da Educação, sendo mais de 20 opções catalogadas.

Outra característica importante da engenharia no Brasil é a disparidade entre a demanda do mercado e a quantidade disponível de trabalhadores.

O Brasil ainda é uma das nações que menos formam engenheiros no mundo todo.

Por conta disso, o déficit no número de engenheiros no Brasil gera graves problemas de origem econômica e um prejuízo de mais de 20 bilhões de reais.

ebook como se destacar no mercado de trabalho

Quantidade de engenheiros no Brasil: o problema da área

Em alguns locais do país, a demanda por engenheiros é tão elevada que o salário de um profissional chega a superar mais de cinco vezes o piso salarial definido pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

Leia mais em: Tipos de engenharia e salários: conheça as 5 áreas melhor remuneradas

O problema no Brasil não está apenas em quantos engenheiros existem no Brasil — assim afirma o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). O problema efetivo está na carência de engenheiros devidamente qualificados, que apresentem os conhecimentos necessários para o desenvolvimento eficaz de suas atividades.

Para achar um profissional com o currículo exemplar, as empresas geralmente levam muitos meses. Esse dispêndio de tempo também significa desperdício de dinheiro.

Apesar disso, alguns estudiosos negam que o Brasil atravesse um caos.

Eles reconhecem que a situação é difícil, mas também dizem que ela se transformaria em um grave transtorno somente se o crescimento no país até o ano de 2010 fosse similar ao crescimento da China, por exemplo.

Quer saber o que é ser um profissional de engenharia qualificado? Então confira as dicas do vídeo abaixo.

Evasão no ensino superior

Nos últimos 12 anos, a demanda pelos cursos de Engenharia alcançou 400%. Porém, o abandono no curso ainda nas fases iniciais é uma triste realidade.

A evasão nos cursos ultrapassa 40% e isso, é claro, afeta o resultado final e compromete o mercado de Engenharia no Brasil. 

Para reduzir esse percentual, os alunos recebem aulas de reforço associadas às disciplinas básicas.

Com essa estratégia, muitas instituições já conseguiram diminuir consideravelmente o índice de evasão.

Entenda melhor como se encontra esse mercado de engenharia no Brasil, no nosso vídeo abaixo!

As áreas de Engenharia

Antes do Ministério da Educação realizar uma unificação de terminologia, os segmentos em Engenharia ainda eram em maior quantidade. Agora, são 21 opções, o que ainda representa uma grande quantidade.

  1. Engenharia Elétrica;
  2. Engenharia Eletrônica;
  3. Engenharia de Telecomunicações;
  4. Engenharia de Controle e Automação;
  5. Engenharia de Computação;
  6. Agronomia;
  7. Engenharia Agrícola;
  8. Engenharia de Pesca;
  9. Engenharia Florestal;
  10. Engenharia de Minas;
  11. Engenharia Metalúrgica;
  12. Engenharia Mecânica;
  13. Engenharia Naval;
  14. Engenharia Aeronáutica;
  15. Engenharia Civil;
  16. Agrimensura;
  17. Engenharia Ambiental;
  18. Engenharia Química;
  19. Engenharia de Alimentos;
  20. Engenharia de Materiais;
  21. Engenharia de Produção.

Os segmentos mais promissores de engenharia

Afinal, quantos engenheiros tem no Brasil? Apesar de existirem mais de 1,2 milhão de engenheiros ativos no Brasil, o mercado de Engenharia ainda sofre com a falta de profissionais qualificados.

O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA) mostrou que aproximadamente 100 mil engenheiros ingressaram no mercado recentemente — um número cinco vezes mais alto que em 2000, ano em que o país registrou 21 mil novos engenheiros.

A demanda por engenheiros mais qualificados permanece. Para o IPEA seria preciso quase duplicar a quantidade de engenheiros no Brasil até o ano 2020 para atender a demanda no Brasil.

Os segmentos mais promissores da Engenharia, que atuam em praticamente qualquer área da economia, envolvem desde a Engenharia Civil até a Engenharia de Minas.

Engenharia Civil

A Engenharia Civil permite aos profissionais atuarem em empresas que levantam:

  • prédios,
  • shoppings centers,
  • pontes,
  • trabalham em qualquer infraestrutura, como túneis, estradas, ferrovias, aeroportos, portos e assim por diante.

Engenharia de produção

A Engenharia de Produção está presente em indústrias e empresas de diferentes dimensões, dando sua contribuição fundamental para:

  • aprimorar processos,
  • aumentar a produtividade,
  • diminuir custos.

Engenharia Elétrica

A Engenharia Elétrica se faz presente nas concessionárias de produção, armazenamento e distribuição de energia, bem como nas empresas de automação.

Engenharia Agrônoma

A Engenharia Agrônoma é praticada em:

  • empresas agrícolas,
  • de fiscalização sanitária,
  • de implementação de produtos e de máquinas que são usados no campo, como um importante agente de desenvolvimento rural.

Engenharia Metalúrgica

A Engenharia Metalúrgica é solicitada em indústrias:

  • metalúrgicas,
  • siderúrgicas,
  • de máquinas,
  • em montadoras de veículos,
  • em empresas de beneficiamento de minérios.

Engenharia Mecânica

A Engenharia Mecânica é aplicada em indústrias:

  • de base mecânica,
  • de alimentos,
  • de mineração,
  • de eletrodomésticos,
  • de produção de veículos.

Engenharia de Computação

A Engenharia de Computação atua em empresas de:

  • Tecnologia da Informação (TI),
  • telecomunicações,
  • desenvolvimento de hardware e de software,
  • banco de dados,
  • comércio eletrônico.

Engenharia de Minas

A Engenharia de Minas é necessária em empresas de mineração e de extração de recursos naturais, como petróleo e gás.

Já as áreas mais populares do mercado de Engenharia envolvem a maioria dos profissionais, como:

  • Civil,
  • de Produção,
  • Mecânica,
  • de Computação,
  • Química.

As áreas com salários mais altos são:

  • Engenharia Química,
  • Engenharia Mecânica,
  • Engenharia Elétrica (ou Eletrônica),
  • Engenharia de Computação,
  • Engenharia Civil,
  • Engenharia de Produção.

Os cursos de Engenharia

Os cursos de Engenharia requerem muito esforço e dedicação do estudante, pois abordam disciplinas mais complexas, incluindo as exatas.

No total, são cinco anos de estudo intensivo durante os quais o aluno se divide entre a sala de aula e os laboratórios, sempre realizando cálculos longos e complexos.

Certificação White Belt em Lean Six Sigma gratuita!

No Brasil, existem muitos cursos na área de Engenharia, inclusive cursos a distância — nesse caso, os cursos mais ofertados são de Engenharia Civil e Engenharia de Produção.

Os diplomas de EAD são reconhecidos pelo MEC e têm o mesmo valor que os diplomas oferecidos em cursos presenciais.

Você conhece as diferenças e benefícios que tem o treinamento online? Entenda já qual a importancia dessa metodologia para sua especialização!

Clique no botão abaixo para se inscrever no nosso canal!!!

 

O engenheiro precisa se registrar no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) da região onde mora e/ou trabalha.

Como se destacar no mercado?

Como falamos ao long deste artigo, maior do que a preocupação de quantos engenheiros tem no Brasil, é a preocupação da qualificação deles.

Por isso, se você quer saber como ser um engenheiro de sucesso, deve buscar formações além da graduação, investindo, por exemplo, em cursos online de engenharia com temas extracurriculares.

Recomenda-se também que o engenheiro conheça alguma língua estrangeira, como Inglês ou Espanhol, bem como, após a graduação, realize cursos de pós-graduação, como especialização, mestrado, doutorado e MBA.

Quanto mais conhecimentos o profissional apresentar, mais oportunidades ele terá no mercado da Engenharia — e o seu salário tende a ser mais alto.

 Por onde começar a busca por cursos que podem alavancar sua carreira? A CAE Treinamentos é uma empresa formada por engenheiros experientes, voltada para a formação e capacitação de profissionais para o mercado de trabalho.

Oferecemos cursos de gestão e melhoria de processos desde o nível básico ao avançado, incluindo opções de cursos gratuitos, como a certificação White Belt Lean Six Sigma e a formação em Lean Manufacturing Basic.

Quer saber mais sobre quais os melhores cursos para engenharia? Confira o podcast abaixo!

O que achou do post? Aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais e esclarecer outros leitores sobre o mercado de Engenharia no Brasil!

Autor

Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual Paulista - UNESP. Estudou Business and Process Management pela University of Arkansas - EUA, direcionando sua especialização em Lean Seis Sigma. Tornou-se Master Black Belt e hoje está à frente da CAE Treinamentos, ministrando cursos e realizando consultorias na área.

Escreva um Comentário