O que é Engenharia de Produção? Descubra tudo sobre essa profissão!

Com as crises apresentadas pelo mercado industrial, varejista ou até mesmo na agroindústria, muitas instituições passaram a se preocupar com a otimização dos processos, a redução de custos e o aumento da produtividade. Diante desse cenário, tornou-se indispensável entender o que é engenharia de produção e a importância da aplicação dos seus conceitos no processo produtivo das empresas.

Mesmo diante da grande oferta de engenheiros no mercado, o aumento constante da competitividade no meio tem conduzido as empresas a uma busca por bons profissionais, o que tem gerado boas oportunidades de trabalho nesse ramo.

Nesse sentido, entender um pouco mais sobre a atividade desse profissional, além de sua remuneração e possíveis ocupações, é imprescindível para aquele que busca por uma primeira graduação ou pela realocação profissional

Quer saber tudo sobre o que é engenharia de produção e quais as suas atribuições? Então, leia esse artigo até o final e descubra tudo sobre essa profissão. Aproveite!

O que é engenharia de produção?

A Engenharia de Produção é uma área da Engenharia que estuda e implementa melhorias em um sistema produtivo

Assim, a sua área de atuação, geralmente, são as indústrias e fábricas, mas o seu trabalho pode ser exercido em diversos setores, buscando a construção de um ambiente organizado e funcional.

O engenheiro de produção planeja, projeta e gerencia sistemas organizacionais em diferentes áreas como recursos humanos, financeiros, tecnológicos e ambientais. 

Além disso, esse profissional aplica seus conhecimentos técnicos e administrativos com o objetivo de reduzir os custos do processo produtivo de uma empresa e otimizar os seus resultados.

O que é engenharia de produção

Como funciona o curso de engenharia de produção?

Após entender um pouco sobre o que é Engenharia de Produção e antes de ir a fundo sobre sua atuação, é válido conhecer um pouco mais sobre a graduação.

O curso tem duração de 5 anos e pode ser realizado por via presencial ou na modalidade à distância em algumas faculdades, sem diferença no diploma. Durante o curso é obrigatório o estágio e ao final os alunos devem apresentar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

A grade curricular básica dos cursos dentro de Engenharia costumam ser compostas, basicamente, de matérias nas áreas de computação, matemática, informática e química. No entanto, existem algumas matérias características de cada ramo.

Na engenharia de produção serão cursadas disciplinas como pesquisa operacional, planejamento e controle de produção, logística, planejamento estratégico, gestão de projetos e qualidade. 

No decorrer do curso, algumas áreas específicas e comumente encontradas no mercado serão mais bem detalhadas, como processos industriais, linhas de produção, gestão operacional, financeira e estratégica. 

Quais as áreas que o engenheiro de produção pode atuar?

Durante a sua graduação, o engenheiro de produção assimila conhecimentos de diversos segmentos, o que lhe permite desenvolver e aprofundar os seus trabalhos em uma área específica, semelhante a uma especialização.

As principais áreas de conhecimento desenvolvidas são a engenharia do trabalho, da logística, da qualidade, do produto, organizacional, dentre outras. A seguir, explicaremos um pouco mais sobre alguns desses setores.

Engenheiro de Logística

A logística está presente em diversos setores de uma empresa. O engenheiro de logística atua no controle de fluxo da produção, no armazenamento e no transporte, buscando realizar os procedimentos da forma eficiente e com o menor custo operacional possível.

Além de gerar economia para a empresa gerenciando o fluxo de materiais e informações, tem como consequência um aumento da satisfação dos clientes devido a sua rapidez, atenção e qualidade.

O profissional dessa área conta com algumas ferramentas de logística como o Sistema de Planejamento de Recursos Empresariais (ERP) e o Sistema de Gerenciamento de Armazém (WMS) por exemplo, que auxiliam no controle do tempo de entrega, na precisão dos pedidos e na gestão dos estoques.

Engenharia de trabalho

A engenharia do trabalho é uma área da engenharia de produção responsável por projetar, implantar e controlar os postos de trabalho e a sua maneira de trabalhar

Dessa forma, os sistemas de trabalho são aperfeiçoados e adaptados às necessidades e capacidades de cada colaborador visando uma maior produtividade e qualidade no serviço prestado.

Além dessas dicas, em nosso site você pode encontrar algumas informações sobre gestão por competência e como ela pode ajudar no aumento da produtividade de uma empresa.

Engenharia de produto

A engenharia do produto é um segmento responsável por todas as etapas de desenvolvimento de um produto, desde a sua formulação, produção e lançamento no mercado

Atua, comumente, na produção de peças de produção seriada, analisando a qualidade do material, o mercado comercial e os custos de fabricação.

O engenheiro de produto busca aumentar o número de produtos disponíveis no mercado, uma maior durabilidade e  a redução dos custos de fabricação, buscando alcançar vantagem comercial e a satisfação do cliente. 

Engenharia da qualidade

O engenheiro que trabalha no setor da qualidade tem como foco o controle e o planejamento dos sistemas produtivos e da qualidade

Assim, faz uso de ferramentas que auxiliem no gerenciamento dos projetos e na tomada de decisões. Tem por objetivo a otimização dos resultados de uma corporação e o incremento da sua produtividade.

Em nosso site você pode entender mais um pouco sobre o que faz um gestor de qualidade, um cargo ocupado por esse tipo de especialista.

Quanto ganha um engenheiro de produção?

Na hora de optarmos por uma profissão e sua graduação, o quesito remuneração costuma ser um fator de grande relevância. Nesse sentido, a Engenharia de Produção está entre as profissões mais bem pagas do Brasil, com salários iniciais acima da média salarial do país

O salário de todos os tipos de engenheiros, mecânico, civil ou de produção, por exemplo, é regulamentado pela Lei 4.950, de 22 de abril de 1966, que determina o piso salarial dessa categoria. Os valores estabelecidos variam de acordo com o salário mínimo vigente. 

A lei determina que: 

  • Um engenheiro com uma jornada de 6 horas diárias receberá cerca de 6 salários mínimos.
  • Um engenheiro com uma jornada de 7 horas receberá 7,5 salários mínimos 
  • E o profissional com uma jornada de 8 horas, receberá 8,5 salários mínimos.

Em 2020, a média salarial de um engenheiro de produção, de acordo com o Banco Nacional de Empregos, estava no intervalo de 6 a 9 mil reais por mês.

Vale ressaltar, no entanto, que o campo de atuação do engenheiro de produção é vasto e que, em decorrência disso, esses valores podem sofrer algumas variações. 

Além disso, alguns fatores podem contribuir com o aumento ou limitação desse valor, como a experiência do contratado, o porte da empresa, o setor ocupado e a especialidade. 

Como conseguir vagas de engenharia de produção em grandes empresas?

Trabalhar em uma empresa com reconhecimento nacional ou internacional requer do profissional dedicação e conhecimentos aprofundados acerca daquilo que será desenvolvido. 

Assim, para se destacar dentre os demais, deve-se sempre correr atrás da profissionalização e do aperfeiçoamento. Veja abaixo algumas dicas para isso:

Busque se qualificar

Aspirar uma vaga em uma grande empresa requer qualificação. Grandes corporações exigem do engenheiro não apenas a graduação, mas também experiência profissional e o aprofundamento na área a ser ocupada, como cursos e outras atividades complementares.

Monte um bom currículo e atente-se a postura

Além da qualificação, é indispensável ter um currículo atrativo, com identificação das habilidades, experiências, bem como os cursos e treinamentos realizados. 

No mais, é essencial se preocupar com a imagem a ser apresentada para a empresa, demonstrando seriedade, dedicação e sensatez.

Conheça a empresa

Por fim, após realizar a busca pelas vagas, busque conhecer a cultura organizacional da contratante e os seus valores, pois estar bem preparado ajuda na condução da entrevista, expressa interesse pela vaga disponibilizada e cativa o entrevistador.

Veja também:

8 HABILIDADES que todo ENGENHEIRO tem que saber! Como ser um engenheiro de sucesso?

Confira 3 grandes empresas com vagas abertas

Agora que você já sabe como se destacar dos concorrentes, selecionamos algumas vagas de grande oportunidade e com boas remunerações em empresas de grande reconhecimento, disponíveis para engenheiros de produção. Confira a seguir:

  • Ambev: Vaga para Supervisor(a) Fabril, salário de 120 a 160 mil reais por ano.

Os pré-requisitos são: ser responsável pela supervisão do time de auxiliares e reduzir custos na produção através da melhoria contínua do processo.

  • Toyota: Vaga de Comprador Jr., salário não divulgado.

O contratado deverá atuar junto aos fornecedores a serem desenvolvidos de forma a garantir toda a preparação de produção das peças e componentes dos veículos. Além disso, deverá gerenciar os cronogramas de desenvolvimento seguindo os KPI’s.

  • Braskem: Vaga de Analista Pleno de Desenvolvimento de Demanda, salário não divulgado. 

Duas funções principais: mapeamento e melhoria dos processos internos da área, além de gerir e manter as políticas de estoques e níveis de serviços definidas pela Estratégia do Negócio.

Em conclusão, além de entendermos o que é engenharia de produção, pudemos notar que o mercado para o profissional com essa graduação é amplo e oferece muitas oportunidades de atuação e remuneração. 

Trata-se, portanto, de um cargo de extrema importância dentro do contexto socioeconômico e industrial por sua busca pelo aprimoramento dos processos produtivos e o aumento da sua rentabilidade. 

Se você chegou até aqui e CURTIU o nosso conteúdo, gostaria de te contar que esse é exatamente o nosso propósito, entregar conteúdos de qualidade para que pessoas como você possam alcançar seus objetivos profissionais muito mais rápido.

Disponibilizamos conteúdos diariamente em nossas redes sociais, canal do Youtube e, até mesmo, em nossa comunidade do Telegram. Junte-se a nós e evolua um pouquinho a cada dia!

Autor

Sou graduado em Jornalismo pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), pós-graduação em Jornalismo Esportivo pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), especialização em revisão pela Unicamp, além de cursos de revisão e otimização de textos pela Rock Content.

Escreva um Comentário