T-Shaped: profissional com conhecimento específico I CAE Treinamentos

Você sabe o que significa ser um profissional T-shaped?

Antigamente, os profissionais desempenhavam papéis bastante estáveis em empresas que não exigiam constantes mudanças.

No entanto, no mundo atual com mudanças cada vez mais rápidas, o ambiente de trabalho busca pessoas que estejam dispostas a aprender constantemente.

É nesse contexto que o perfil profissional T-shaped ganha força. Para te explicar melhor sobre esse tipo de profissional, a CAE Treinamentos preparou este artigo exclusivo. Confira conosco e boa leitura!

Como surgiu o conceito de T-shaped?

Historicamente, o termo T-shaped surgiu com a empresa de consultoria norte-americana McKinsey & Company, na década de 1980. Isso porque os funcionários da alta administração da companhia utilizavam o termo nos seus documentos internos. 

Na época, se referia aos indivíduos ideais para ser funcionário e também àqueles que poderiam virar consultores ou até mesmo sócios.

O primeiro uso oficial do termo, no entanto, foi feito em 1991 por David Guest. Aqui, o conceito já começava a retratar especificamente as habilidades. 

Entretanto, a popularidade do termo alcançou novos patamares graças a Tim Brown, executivo da IDEO, empresa de design estadunidense. 

Brown aplicou o conceito de habilidades e pessoas T-shaped na hora de avaliar currículos dos candidatos. 

O resultado, então, foi um processo que gerou adições de pessoas mais eficientes na empresa, gerando uma empresa inovadora com uma cultura organizacional mais forte.

t-shaped (2)

O que é um profissional T-shaped?

T-shaped significa “em forma de T”, em tradução livre. 

Como sabemos, a letra T é formada por duas linhas, uma vertical e horizontal. 

Nessa técnica, a linha horizontal compreende as competências gerais do indivíduo. A linha vertical, por outro lado, refere-se aos conhecimentos específicos.

Há situações em que as empresas buscam especialistas para resolver determinados problemas. Em outras situações, elas preferem pessoas com um perfil mais generalista.

Entretanto, o mercado privilegia os profissionais que têm um perfil T-shaped.

Esse indivíduo é aquele que tem a soma das duas linhas: com expertise em uma determinada área, mas que também tem habilidades e conhecimentos multidisciplinares.

Por exemplo, um profissional de Engenharia que também tem conhecimento de ferramentas para mensurar qualidade passa a ter vantagem competitiva no mercado.

Portanto, o ideal é desenvolver conhecimentos específicos na área de atuação enquanto se tem ciência do que as outras áreas têm a oferecer.

T-shaped: Dicas para se tornar um profissional diferenciado para o mercado

Para se destacar no mercado, saber comunicar para além das fronteiras de sua área é essencial. Porém, não ser especialista em algo da sua área também é um risco enorme.

Então, como ser um profissional que consegue unir as duas coisas?

Nós separamos algumas dicas que vão ajudar a responder essa pergunta.

Equilibre suas hard e soft skills

As hard skills são as habilidades técnicas mensuráveis, como cursos, especializações e proficiências.

As soft skills, por sua vez, são as características de comportamento (pró atividade, senso de empatia, capacidade de relacionamento).

Nos últimos tempos, as soft skills têm sido muito valorizadas no mercado de trabalho.

No entanto, o equilíbrio deve prevalecer na hora de aprimorar suas habilidades.

Afinal, de nada adianta ser um profissional com ótimo relacionamento interpessoal e não conseguir realizar funções específicas de sua área.

Assim como não é desejável que se tenha alto conhecimento técnico, mas ser uma pessoa extremamente desagradável no ambiente de trabalho.

O ideal é ter o desejo de melhorar os dois aspectos continuamente.

Amplie seu horizonte de atuação

Um profissional T-shaped não se limita à área de atuação no momento.

Muitas pessoas confundem se especializar com se limitar, mas isso são duas coisas completamente diferentes.

Dentro de uma única área, você pode ter conhecimentos especializados que se complementam.

Vale lembrar que nenhum conhecimento adquirido se perde, pois ele continua sendo utilizado em novas atuações.

Portanto, ampliar o horizonte de atuação significa se aprofundar em algo novo sem perder os conhecimentos prévios.

Experimente para adquirir conhecimento mais amplo

Todo o profissional T-shaped já se sentiu perdido em algum momento da vida, afinal ninguém nasce sabendo de tudo.

Caso ainda não saiba qual área dominar, uma excelente opção é experimentar e ver qual opção melhor se encaixa com você.

Porém, isso não deve ser feito de forma dispersa. Realize uma análise da área de atuação, função, metodologias e tarefas do campo escolhido antes de entrar na prática.

Desse modo, você terá um foco específico na busca por especialização.

Além disso, privilegie ambientes de trabalho que te deem essa possibilidade.

Associe o T-shaped ao conhecimento contínuo

A busca pelo conhecimento contínuo deve nortear qualquer profissional.

Portanto, entenda que as habilidades T-shaped são desenvolvidas de forma constante e que esse conhecimento precisa ser posto em prática.

O perfil de um profissional T-shaped está em constante desenvolvimento pessoal e profissional. Sendo assim, não se contente com os conhecimentos obtidos.

Estude, reveja os seus objetivos e metas, insira novas etapas em seu planejamento. Encare esse processo com alegria, pois você será o maior beneficiado!

shaped equipe

Principais requisitos para um profissional T-shaped

Alguns requisitos são necessários para se tornar um profissional T-shaped. Entre eles, podemos citar:

  • Ser capaz de criar relacionamentos interpessoais duradouros;
  • Ter facilidade de se adaptar e de ser flexível;
  • Conhecer bem seus pontos fortes e fraquezas;
  • Complementar o trabalho alheio de forma eficiente;
  • Ter vontade de aprender e ser proativo.

Além disso, a empatia é uma ferramenta essencial, pois a capacidade de entender e de se colocar no lugar do outro melhora a escuta ativa.

Por fim, se auto avalie e perceba que você trabalha em um ambiente colaborativo. Bons profissionais confiam em seus colegas e não os enxergam como uma competição.

Seja um profissional T-shaped se capacitando na CAE Treinamentos

Quer melhorar os seus conhecimentos e se tornar um profissional T-shaped? Faça um dos cursos da CAE Treinamentos.

Os nossos treinamentos oferecem conhecimentos específicos de diversas áreas, como os cursos de gerenciamento. Com mais de 40 cursos e professores especializados, a CAE Treinamentos oferece os melhores métodos de ensino.

E se quiser aprender mais sobre outros temas, acesse o Blog da CAE Treinamentos.

Autor

Autor de 2 livros publicados: "Lean Six Sigma: O guia básico da metodologia" e "101 Dúvidas sobre Lean Six Sigma". É formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual Paulista - UNESP. Estudou Business and Process Management pela University of Arkansas - EUA, direcionando sua especialização em Lean Seis Sigma. Professor de empresas como BRF, Plasútil, Usiminas, Petrocoque, Avon, Mondelli, UNESP, JohnDeere e de mais de 35.000 alunos na comunidade online. Com mais de 26 mil certificados emitidos, é CEO da CAE Treinamentos, uma plataforma focada em melhoria contínua e gestão de processos.