Como ser um bom chefe? 6 pilares de ouro do líder inspirador

Uma posição de liderança é difícil de ser alcançada, porém o real desafio está em fazer um bom trabalho no cargo. Enquanto profissionalmente uma pessoa consegue se destacar por seu talento individual e ser promovida a cargos de liderança, quando essas posições mais altas são alcançadas, o chefe precisa mostrar muito mais do que apenas sua performance.

Ouvir a equipe, guiar os funcionários, estabelecer prazos e movimentações do time de colaboradores são algumas das tarefas diárias que compõem a rotina desse profissional e mostram se ele sabe como ser um bom chefe.

Apesar de existirem diferentes tipos de gestores, e de cada empresa e equipe exigir habilidades únicas dos seus líderes, algumas atitudes valem para qualquer pessoa em posição de liderança quando o assunto é inspirar seus funcionários. Descubra abaixo quais são as características que fazem dos profissionais bons chefes e coloque-as em prática!

Destaque a sua equipe

Como chefe, os resultados positivos não vêm mais do esforço próprio — eles acontecem junto aos esforços do time e isso deve ser reconhecido. Por isso, um bom líder deve saber dar créditos à sua equipe e valorizar os trabalhos individuais quando necessário.

O reconhecimento muitas vezes pode vir por meio de promoções e aumentos salariais, mas o mais comum é que isso aconteça de forma mais natural. Em meio a reuniões e e-mails de projeto, os nomes dos funcionários podem ser citados e destacados perante toda a empresa. Outro detalhe simples e que pode fazer a diferença é sempre falar em nome da equipe usando termos como “nós” e “o time” e não mais expressões pessoais como “eu”.

Dê o exemplo

Nada incomoda mais um funcionário do que ser cobrado por uma atitude que o próprio chefe ou o resto da equipe não tem. Dessa forma, para poder fazer algumas exigências, um bom chefe deve, primeiramente, dar o exemplo e seguir suas próprias regras na prática.

Por exemplo, se você acredita que a sua equipe deve chegar cedo todos os dias, seja o primeiro a chegar e destaque a importância de todo o time estar reunido para trabalhar nos primeiros horários.

A postura do gestor funciona como uma forma de reflexo para o funcionário e ela guiará a forma de comportamento de toda a equipe. Essa harmonia não só será sentida pelos próprios colaboradores, mas também ficará clara para outros times e seus superiores diretos.

Invista no feedback

Mostrar-se aberto para conversar com seus funcionários e dar sua visão sobre a sua performance é uma das habilidades mais admiradas em um chefe, pois, dessa forma, o colaborador consegue identificar e trabalhar seus pontos fortes e fracos.

Cada chefe pode escolher a forma como prefere passar seus feedbacks, podendo ser por meio de um processo mais formal, com reuniões marcadas e periodicidade definida, ou por meio de um canal de comunicação 100% aberto com os funcionários.

O importante aqui é encontrar a melhor forma de falar com o colaborador sobre os pontos de atenção que ainda precisam ser trabalhados. Um bom chefe deve saber não só apontar os defeitos de um subordinado, mas também guiá-lo no caminho para a evolução naquele sentido. Uma boa tática para ser usada em feedbacks é citar situações que aconteceram para exemplificar como o funcionário poderia ter agido e qual teria sido o resultado.

Esse momento de comunicação direta com o colaborador também é uma boa oportunidade de ouvir a opinião da equipe sobre o seu comportamento na liderança e fazer uma autoavaliação.

Conheça e desenvolva os colaboradores

Dentro de uma equipe, existem diferentes tipos de funcionários com habilidades únicas, e o papel de um bom chefe é saber identificar e explorar de formas diferentes os talentos de cada colaborador. Para fazer isso, primeiro, o líder precisa conhecer a equipe e acompanhar o trabalho de cada integrante de forma próxima, entendendo seus processos e as táticas usadas por cada um deles.

Depois dessa análise, o gestor conseguirá traçar o perfil de cada profissional que trabalha com ele e identificar quais pontos precisam de desenvolvimento. Por exemplo, se um dos seus funcionários tem algum problema de organização e isso compromete as suas entregas, recomendar cursos on-line de gerenciamento de tempo para esse profissional pode ajudar em seu desenvolvimento e melhorar sua performance.

Outras formas de desenvolvimento podem ser participações em cursos, workshops, coachings e, até mesmo, em projetos internos.

Estimule a confiança

O tipo de chefe centralizador, e pelo qual a equipe se sente ameaçada, deixou de ser o mais comum e hoje é esperado que haja uma relação de confiança entre o líder e o colaborador. Um gestor que expõe os erros dos funcionários ou age de forma desrespeitosa pode perder o apoio da equipe e ainda prejudicar a autoconfiança dos seus colaboradores.

Alguns fatores podem ajudar o líder a construir uma relação de confiança e, entre eles, estão a transparência ao passar informações para todo o time e ouvir suas opiniões durante reuniões de projeto ou de brainstorm. Quando o colaborador se sente parte da equipe, ele também se sente mais motivado e tende a produzir de forma mais criativa.


Clique no botão abaixo para se inscrever no nosso canal!!!

Essa relação de proximidade também pode ser construída fora do ambiente corporativo, de forma menos formal. Almoços em equipe e happy hours podem ser boas oportunidades de se aproximar do colaborador e estabelecer uma relação de proximidade com o time.

Tenha empatia

Parte do trabalho de como ser um bom chefe vai além das experiências profissionais e, muitas vezes, também pode exigir um entendimento do lado pessoal da sua equipe. Problemas pessoais dos seus funcionários, conflitos entre o time e, até mesmo, do líder com os colaboradores, podem acontecer durante a sua gestão e afetar diretamente o desempenho dos profissionais.

Para lidar com essas situações, o chefe não deve esquecer do lado humano de seu cargo e precisa usar a empatia para tentar resolver os problemas entre equipe ou ajudar um funcionário em específico.

Não existe fórmula certa para uma liderança de sucesso e, para ser um bom gestor, é necessário muito mais do que conhecimento técnico. Seguindo nossas dicas de como ser um bom chefe, você está no começo do caminho para ter (e manter) sucesso nessa posição tão desejada. Você usa mais alguma tática no seu dia a dia que o ajuda na sua liderança? Compartilhe conosco no campo de comentários!

Autor

Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual Paulista - UNESP. Estudou Business and Process Management pela University of Arkansas - EUA, direcionando sua especialização em Lean Seis Sigma. Tornou-se Master Black Belt e hoje está à frente da CAE Treinamentos, ministrando cursos e realizando consultorias na área.

Escreva um Comentário