GUIA da produtividade na empresa: o que é + como melhorar

Sem tempo para ler? Ouça o episódio #20 do nosso podcast ‘Business Break’. sobre o tema e aprenda seis dicas importantes. Só dar o play abaixo:

A produtividade na empresa é um dos aspectos mais cultivados nos ambientes corporativos nos dias atuais. Mesmo assim, ainda vemos algumas terem certas dificuldades e dúvidas em relação a este assunto, o que pode ser evitado com bons conhecimentos de ferramentas de gestão da produtividade.

Neste artigo, você verá um breve panorama sobre produtividade nas empresas, os passos da gestão de produtividade empresarial e alguns erros comuns de gestão que se forem evitados podem ajudar na otimização dos processos. Saiba mais abaixo:

O que é produtividade no trabalho?

Basicamente, produtividade na empresa trata-se de um processo de gestão que se estende a todos os colaboradores da empresa com o objetivo de reduzir os custos envolvidos nas operações por meio de quatro pontos: medição, análise, planejamento e melhoria. 

Saiba mais sobre cada um deles abaixo:

1. Medição 

Antes de qualquer outra ação, é preciso medir qual é a produtividade na empresa atualmente. Para isso, é comum utilizar os Indicadores-chave de Desempenho como:

  • números de vendas,
  • satisfação dos clientes,
  • lucratividade obtida,
  • número dos problemas dos clientes que foram selecionados, entre outros. 

Existem diversos indicadores deste tipo, mas não há necessidade de usar todos eles. Por isso, pesquise para descobrir quais são mais adequados à realidade da empresa para obter dados mais relevantes.

2. Análise

A etapa seguinte da produtividade na empresa consiste em uma análise dos pontos selecionados no passo acima, para entender o panorama atual — e real — com números, dados e informações completas.

É essencial que a análise seja feita da forma mais imparcial possível, senão não será possível comparar eficientemente a perspectiva de melhora ou redução da produtividade apresentada pela empresa. 

Aqui, vale ressaltar que é preciso ter muito cuidado com a mensuração. Afinal, qualquer dado coletado ou inserido incorretamente pode trazer resultados falsos.

3. Planejamento

A terceira etapa da produtividade empresarial envolve o planejamento das ações, ou seja, o que pode ser feito para tirar a empresa de uma situação ruim e tornar o cenário o mais positivo possível.

Neste momento, cabe um brainstorm entre os gestores para que eles tragam suas opiniões sobre o assunto e tenham ideias que possam ser colocadas em prática no futuro. 

Sejam ações simples ou elaboradas, uma coisa é certa: todas elas precisam ter o objetivo de melhorar a empresa, trazer mais produtividade para o cotidiano e, claro, devem ser viáveis.

4. Melhoria 

Finalmente, as iniciativas e projetos que foram desenvolvidos nos passos anteriores devem ser tirados do papel.

Assim, será possível verificar se eles realmente trarão os resultados esperados para a produtividade na empresa.

Caso os resultados não estejam dentro do previsto, não é motivo para achar que os processos foram ineficientes; basta pensar no que pode ser feito para melhorá-los. 

Por fim, não se esqueça: os processos da gestão de produtividade devem ser recorrentes.

A empresa deve buscar o bom desempenho de forma contínua, de modo que a equipe e os processos estejam também em constante melhoria.

Quer prender mais? Leia também o post: ‘Projeto de melhoria contínua: passo a passo para fazer na sua empresa’.

Quais são as formas de aumentar a produtividade na empresa?

É essencial ter um planejamento bem delineado para que todos saibam quais serão as próximas ações para aumentar a produtividade na empresa.

Entretanto, é difícil escapar dos erros e pequenas falhas. Confira abaixo alguns táticas comuns na gestão da produtividade nas organizações:

Metas dentro da realidade

Construir um plano de metas é essencial para a gestão da produtividade nas empresas. Porém, para que funcionem, essas metas devem ser ambiciosas e realistas na mesma proporção.

Caso isso não aconteça, elas irão acabar frustrando e até mesmo desanimando os colaboradores.

Para garantir que todos da equipe estejam envolvidos com o projeto, não se esqueça de fazer com que os colaboradores participem das definições e, assim, estejam imersos e comprometidos com os objetivos da empresa.

Comunicação interna eficiente

A qualidade da comunicação interna está diretamente relacionada ao desempenho dos funcionários e a produtividade na empresa.

Por isso, cabe aos gestores explorar ao máximo os canais internos disponíveis, ou seja, utilizar desde os e-mails até as reuniões presenciais.

Quando usados juntos e da forma correta, todos esses recursos mantêm os colaboradores informados sobre prazos, projetos e prioridades.

Processos padronizados

Processos fora do padrão também interferem no rendimento das equipes.

Se não existe uma rotina de trabalho definida e constante, é natural que os colaboradores comecem a ter dúvidas, inseguranças, falhem na execução e atrasem suas tarefas.

Assim, os gestores devem mapear constantemente os processos internos, deixando definidas principalmente as dificuldades.

Desta forma, fica mais fácil de trabalhar nos novos fluxos e responsabilidades, o que resulta em maior agilidade, eficiência e produtividade na empresa.

Investimento em tecnologia

Já mencionamos a importância de investir em equipamentos tecnológicos.

Sistemas integrados com eficiência, dispositivos móveis conectados e os aplicativos certos podem trazer mais simplicidade para a rotina da empresa.

Com soluções simples assim, fica mais fácil de eliminar os desperdícios e gerenciar os processos, criando uma comunicação mais dinâmica e, claro, produtividade na empresa. 

Tecnologia e aprendizado caminhando juntos

Ainda na questão da tecnologia, vale lembrar que ela é essencial para a capacitação dos profissionais.

Forneça e-books, notícias, vídeos relevantes ou aulas online. Todos estes materiais podem ser acessados facilmente por celulares e tablets, de modo que eles não dependerão do ambiente corporativo para aprenderem.

Como está a produtividade nas organizações?

A produtividade empresarial é um aspecto que ainda precisa de melhorias, tanto em relação aos empregadores quanto aos colaboradores.

Segundo estudos recentes, os funcionários continuam perdendo até 10 minutos por dia de trabalho em função de fatores comuns como atrasos e saídas antecipadas. 

Nos EUA, por volta de 70% dos colaboradores não estão engajados com seus trabalhos — e, pasme, três de quatro funcionários acreditam que seus empregadores não os dão acesso às tecnologias mais avançadas para o trabalho.

Com este cenário, podemos concluir que, de fato, ainda há alguns problemas entre os colaboradores e gestores no que diz respeito à produtividade na empresa.

Por isso, é necessário investir nas ideias para melhorar que mencionamos acima para a empresa crescer.

Aprenda a desenvolver produtividade empresarial

Se você se interessa pela área de gestão e quer investir em capacitações que o ajudem a se desenvolver nessa área temos mais uma dica certeira para você.

A Certificação White Belt vai introduzi-lo no universo do Lean Six Sigma que aborda diversos área de um negócio: da melhoria contínua até produtividade na empresa. Faça sua inscrição e aproveite que o curso está GRATUITO.

Agora que você já sabe os passos para criar um método de gestão de produtividade na empresa e os passos de como melhorar, não se esqueça de acompanhar as postagens do nosso blog, se inscrever no nosso canal do YouTube e curtir nossa página do Facebook para ficar por dentro de todas as novidades!

Autor

Jornalista e social media formada pela Unesp.

Escreva um Comentário