Círculo de Controle de Qualidade: 12 benefícios gerados por essa técnica

Confira os objetivos, benefícios e ferramentas dos Círculos de Controle de Qualidade

O Círculo de Controle da Qualidade (CCQ) é um método criado na década de 60, no Japão. A técnica foi criada pelo engenheiro químico Kaoru Ishikawa (1915-1989). Ele graduou-se na Universidade Tokyo em 1939, posteriormente trabalhou na Nissan e entrou para a União Japonesa de Cientistas e Engenheiros (JUSE), um grupo de pesquisa de controle de qualidade.

Ishikawa ressaltou, durante seus estudos e carreira, a importância da educação e capacitação dos funcionários, em uma empresa. Para ele, uma organização que investe em seus colaboradores consegue elevar a qualidade de seus processos e gerar impactos positivos, que irão permanecer por longos prazos.

circulo de controle da qualidade
Kaoru Ishikawa o criador dos Círculos de Controle da Qualidade

“ O Controle da Qualidade começa e termina com educação” (Kaoru Ishikawa).

Com a execução dos Círculos de Controle da Qualidade é possível:

  • identificar eventuais problemas existentes em processos de uma empresa;
  • estudar a melhor forma de solucionar o problema;
  • analisar os detalhes do problema selecionado;
  • elaborar recomendações e sugestões de solução à gerência da organização;
  • solucionar o problema ou variabilidade, quando possível, de forma imediata.

O engenheiro também forneceu contribuições para o controle da Qualidade. Ele estudou conceitos de gerenciamento estatístico desenvolvidos pelos engenheiros americanos William Deming e Joseph Juran.

Ishikawa traduziu e aplicou essas técnicas, criadas pelos americanos, para o contexto japonês. Com o passar do tempo, ele aperfeiçoou os controles estatísticos e criou suas próprias técnicas, como os Círculos de Controle da Qualidade.

Para saber mais sobre os grandes nomes que transformaram a história da Qualidade Total, leia este artigo.

O termo Qualidade Total é utilizado por ser uma forma de gerenciamento que visa obter a qualidade máxima em todos os processos da empresa. Cada atividade exercida deve estar no seu potencial máximo e gerando a maior qualidade possível. Assim, o produto ou serviço ofertado será o melhor possível, gerando mais satisfação para o cliente.

Para alcançar a Qualidade Total, são implementadas técnicas, ferramentas e metodologias de gestão. Ishikawa afirma que não existe possibilidade de alcançar-se a Qualidade Total em todas as atividades de uma empresa, se essa não adotar o método do Círculo de Controle da Qualidade.

Afinal, o que é o Círculo de Controle da Qualidade?

Os CCQs são grupos de colaboradores de uma empresa que irão realizar um trabalho investigativo. Entretanto, essas pessoas precisam desejar participar do projeto de maneira voluntária.

Nos círculos, os trabalhadores envolvidas no método são os que possuem contato com os processos que estão apresentando erros. Em fábricas, por exemplo, seriam os operários das máquinas. Pois, eles possuem contato direto com as atividades da organização.

Entretanto, esses grupos também costumam ser administrados por gestores, que devem trabalhar em equipe com os funcionários.

Os Círculos de Controle da Qualidade atuam como uma estrutura complementar e auxiliar do Controle da Qualidade Total. Trata-se de uma forma rotineira de aprimorar o controle e otimizar as atividades da empresa.

Benefícios gerados pela execução dos Círculos de Controle de Qualidade

Os CCQs são capazes de promover debates entre os membros, o que pode gerar inovações dentro da empresa. Além disso, os círculos trazem outros benefícios como:

01) redução de erros e variabilidades na linha de produção;

02) redução de desperdícios e retrabalhos;

03) aumento da padronização e eficiência de processos, produtos e serviços;

04) melhoria da satisfação dos cliente;

05) maior alcance da Qualidade Total dentro da organização;

06) capacidade de desenvolver maior eficiência entre os colaboradores;

07) desenvolvimento da capacidade de resolução dos problemas que surgem dentro de um processo;

08) desenvolvimento de maior conhecimento sobre os processos da empresa, o funcionário poderá entender melhor a dinâmica da área em que atua;

09) capacidade de gerar sentimento de pertencimento e engajamento na equipe;

10) melhoria do envolvimento do trabalhador com o fluxo de processos da corporação;

11) envolvimento dos funcionários nas tomadas de decisões;

12) desenvolvimento de uma melhor comunicação, entre líderes e liderados e entre os próprios colaboradores.

Capacitação como solução dos problemas

O objetivo do CCQ é propor melhorias e soluções para problemas e variabilidades de processos dentro de uma empresa. Para conseguir encontrar soluções, muitas vezes, o grupo precisará de treinamentos.

Isso ocorre porque são encontrados problemas complexos cujos operários ainda não sabem como resolver. Nesse momento, são realizados treinamentos e capacitações, para que os funcionários possam identificar a causa raiz do problema e solucionar a questão

A capacitação e o investimento nos funcionários, como visto, eram defendidos por Ishikawa, para alcançar melhorias contínuas. A capacitação gera resultados a longo prazo, pois uma vez que esses colaboradores aprendem a lidar com determinada variabilidade, eles poderão resolver outros problemas similares.


Clique no botão abaixo para se inscrever no nosso canal!!!

Estímulo ao trabalho em equipe 

Os grupos para realização do Círculo de controle de qualidade têm como característica possuir de 5 a 12 voluntários. Esse pequeno grupo geralmente é composto por trabalhadores do mesmo setor, pois eles irão resolver problemas relacionados à sua área de atuação.

Os colaboradores que participarem dos CCQs acabam aprendendo também devido ao convívio próximo com outros integrantes do grupo, sejam gestores ou demais colaboradores.

O exercício dessa técnica é muito favorável para a empresa e para os funcionários, na medida em que esses são envolvidos nas tomadas de decisões da empresa. Isso aumenta o sentimento de pertencimento deles, o que pode gerar, como consequência, aumento na motivação e engajamento dos colaboradores.

O trabalho em equipe também pode gerar ideias que não surgiriam individualmente. Uma vez que, resultados transformadores dificilmente são alcançados individualmente. A máxima “duas cabeças pensam melhor do que uma” costuma ser verdadeira.

Com a utilização dos CCQs, os membros também desenvolvem melhor a capacidade de trabalhar em equipe. Nesse momento, é preciso que o gestor esteja preparado para orientar as relações do seu time da melhor forma.

O setor de Recursos Humanos (RH), geralmente formado por psicólogos organizacionais, pode orientar o líder para realizar o gerenciamento da equipe.

Em empresas maiores, os gestores podem reunir-se com profissionais do RH para avaliar qual a melhor forma de orientar os colaboradores dos CCQs. Lembrando que a comunicação com os funcionários precisa ser a mais clara possível, eles devem sempre saber  “o quê, quando, onde e o porquê” de todas as atividades que realizam.

Saiba como ser um bom líder de equipe com esta publicação.

As ferramentas do Círculo de Controle de Qualidade

Como informado, os CCQs têm como objetivo solucionar problemas dentro de uma organização. É realizado um trabalho investigativo dentro dos processos de determinada área, para encontrar as variabilidades.

Porém, uma vez detectados e solucionados os erros, é preciso controlar os processos para que as variabilidades não voltem a ocorrer. Nesse momento, é preciso utilizar ferramentas estatísticas de controle.

A escolha de qual ferramenta utilizar depende do contexto do problema encontrado. O PDCA costuma ser utilizado para controlar a qualidade dos processos. Ele é um método contínuo que deve ser utilizado com frequência. A sigla PDCA significa:

  • Plan (planejar)
  • Do (fazer)
  • Check (checar)
  • Act (agir)

Veja mais sobre a utilização do PDCA com esta publicação.

Geralmente as cinco ferramentas mais utilizadas para a realização de CCQs são:

  • Métodos de solução de problemas;
  • Análise de Pareto;
  • Diagrama de relações;
  • Diagrama de causa e efeito;
  • Reuniões relâmpagos.

Para aprender mais sobre qual ferramenta utilizar em cada contexto específico é recomendável realizar um curso em Lean Manufacturing. O treinamento básico em Lean é GRATUITO! Confira os cursos da CAE Treinamentos, todos possuem certificação e apoio de especialistas para solução de dúvidas.

Esperamos que nossas informações sobre Círculo de Controle de Qualidade tenham sido relevantes para você. Quer continuar acompanhando conteúdos interessantes como esse? Acompanhe nosso blog, siga-nos no Facebook, LinkedIn ou assine o nosso canal no Youtube e não perca nenhuma novidade!

Autor

Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual Paulista - UNESP - com as certificações Green Belt - 6 Sigma, Aerodinâmica aplicada e Python no currículo, hoje faz parte do time da CAE Treinamentos, ministrando cursos e realizando consultorias na área.