Certificação Lean Six Sigma: Qual a diferença entre cada uma?

Dentro do contexto econômico em que estamos vivendo, os empreendedores se vêem obrigados a mudarem suas estratégias, repensarem seus processos e buscarem constantemente por melhorias contínuas para que suas empresas se mantenham competitivas no mercado. E é justamente com o intuito de auxiliar as empresas a alcançarem esses resultados que obter a certificação Lean Six Sigma faz toda a diferença. 

Afinal, em 1970, a Motorola deu início a metodologia Six Sigma e o espírito de redução de custos. Porém, anos depois já é possível acompanhar outras grandes multinacionais que se tornaram adeptas dessa filosofia de trabalho. Como, por exemplo, Nike, Toyota, Ford, Intel e outros. Assim, se você deseja ter oportunidades de emprego em cargos de gestão e liderança, receber promoções ou até mesmo se recolocar no mercado de trabalho é importante não só ter a certificação Lean Six Sigma no currículo como conhecer a diferença entre cada uma delas.

Lean e Six Sigma: como funciona cada uma das metodologias?

Independente do tamanho ou segmento da empresa, sempre haverão processos a serem melhorados e falhas a serem reduzidas. Porém, muitos profissionais ainda pecam em não saber por onde começar ou até mesmo qual metodologia usar, uma vez que não tem a definição clara do que propõe o Lean Manufacturing e o Six Sigma.

Existem diferenças entre as duas filosofias, e vamos te explicar de forma breve quais são elas. O Lean Manufacturing tem como intenção criar um fluxo de processos onde não haja desperdício de investimento e tempo. Enquanto o Six Sigma foca em otimizar os processos a ponto de eliminar retrabalhos e produtos com defeitos. 

Se você deseja entender de forma mais aprofundada até onde vai o escopo proposto pelo Lean e Six Sigma, leia com atenção este texto da CAE Treinamentos, ele irá te dar um direcionamento de qual deles é a melhor escolha para solucionar os problemas complexos da sua empresa:

No canal do Youtube da CAE Treinamentos tem um vídeo bastante interessante sobre a diferença das certificações. Se para você ainda não está totalmente claro, assista o vídeo agora mesmo e entenda o que é a metodologia:


Clique no botão abaixo para se inscrever no nosso canal!!!

Certificação Lean Six Sigma: a diferença entre cada um!

  • Certificação Lean Six Sigma – White Belt

A formação White Belt é o primeiro nível para quem deseja conhecer um pouco mais do potencial da metodologia Lean Six Sigma e abrir portas para melhorias contínuas dentro da empresa em que atua. Essa certificação atende profissionais do nível operacional, mas que ao finalizar o curso, poderão integrar equipes de resolução de problemas e auxiliar diretamente os líderes Yellow, Green e Black Belts. 

Por ser muito básico, alguns profissionais devem se perguntar: “Por que devo dedicar esforços para me tornar um White Belt?”. E a resposta é simples, uma hora você precisa começar. E que tal ser pelo nível que te dará todo o suporte para aprender técnicas de uma metodologia que é aplicada e conhecida mundialmente?

O curso para aqueles que desejam dar start no processo de melhoria contínua, redução de custos e eliminação de falhas, é totalmente online. O que é um ponto positivo, uma vez que os profissionais poderão avançar dentro do Lean Six Sigma no seu tempo, conforme sua disponibilidade de horário, assistindo as aulas de onde estiver. Além disso, o grande chamariz para você começar esse curso hoje mesmo, é que ele é totalmente gratuito. Basta você acessar o link e aprender um pouco mais a cada módulo: 

Nesse segundo nível, o profissional já consegue ter uma noção mais aprofundada do conceito do Lean Six Sigma. Principalmente depois de ter contato com uma das ferramentas mais eficientes de melhoria contínua: o DMAIC. Essa fase do treinamento, visa criar um olhar mais sistêmico diante de cada um dos processos, além de promover habilidades suficientes para que consigam desenvolver pequenos processos de melhorias em sua área de atuação. 

O Yellow Belt é uma certificação destinada a profissionais táticos dentro de uma empresa, que realizam projetos de baixa complexidade. Ainda não assumem a liderança das grandes mudanças e melhorias, porém conseguem auxiliar diretamente no trabalho dos Green Belts e Black Belts.

 

  • Green Belt

Aqui, já estamos falando de um nível intermediário de conhecimento da metodologia Lean Six Sigma. O foco do curso são gestores, administradores e engenheiros a nível de supervisão. Essa certificação permitirá que esses profissionais analisem os dados e métricas de forma bastante avançada. Bem como usar essas análises para promover mudanças nos processos e reduzir custos a ponto de trazer um retorno financeiro desejado para a empresa. 

Dessa forma, um Green Belt consegue assumir projetos de complexidade média. E exatamente por isso, que a procura por profissionais com essa qualificação é cada vez maior no mercado de trabalho. Entenda a importância de ter a formação Green Belt no currículo e como isso pode abrir portas para novas oportunidades:

 

  • Black Belt

O termo Black Belt nasceu para nomear profissionais que lideram equipes e processos de melhoria contínua. Aqui, estamos falando de profissionais que dedicam quase 100% do tempo a estudar os problemas e desenhar estratégias para eliminar qualquer falha ou retrabalho que atrapalhe a produtividade da equipe.

Portanto, esse é um dos níveis mais altos de conhecimento sobre a filosofia Lean e Six Sigma. O treinamento Black Belt inclui um sólido aprendizado sobre as ferramentas estatísticas como amostragem, análise multivariada e planejamento de experimentos. 

Assim, se você tem alguma das certificações ou deseja tê-las em breve, provavelmente, você deve se perguntar: “Em que momento da carreira eu preciso avançar meus conhecimentos a esse nível?”. Assista a esse vídeo e tenha a resposta para a sua pergunta agora mesmo! 

Agora você já tem conhecimento sobre o que é a certificação Lean Six Sigma e a diferença entre cada uma. Portanto, basta entender qual a sua função dentro para, assim, escolher a certificação que mais se encaixa com seus objetivos. 

De qualquer forma, esperamos que essa leitura tenha sido interessante para você. Continue acompanhando nosso blog, siga-nos no Facebook, LinkedIn, assine o nosso canal no Youtube e não perca nenhuma novidade!

Autor

Formada em Jornalismo pela Universidade Estadual Paulista - UNESP e redatora para o Blog da CAE.

Escreva um Comentário