Nível Sigma: o que é, como calcular, exemplo e uso do Minitab

Você sabe o que é nível sigma? O nível sigma é uma medida de variação de um processo, dentro de um ambiente empresarial. Quanto maior for o nível Sigma, menor será a variabilidade final do processo ou produto

O objetivo de uma empresa deve ser sempre diminuir a taxa de variabilidade e, consequentemente, aumentar o nível sigma.

A metodologia Seis Sigma é um sistema de gestão quantitativo, estruturado e disciplinado para buscar:

  • a redução de custos,
  • otimização de produtos e processos,
  • aumentar a satisfação do cliente com o serviço ou produto.

Em suma, a metodologia Seis Sigma tem como objetivo ajudar a sua empresa a reduzir variabilidades e aumentar o nível sigma.

Neste artigo, você vai aprender a:

  • definição da metodologia,
  • a diferença entre os níveis seis sigma e cinco sigma,
  • um exemplo prático que ocorreu em uma grande empresa,
  • como realizar o cálculo da diferença dos níveis Sigmas.  

Seis Sigma: o que é?

Desenvolvido durante a década de 80, o programa Seis Sigma é um programa de qualidade criado na Motorola com o objetivo de aumentar o desempenho da empresa enquanto promove a plena satisfação dos clientes.

De acordo com a metodologia, isso ocorre por meio da redução e controle da variação dos processos fabris e administrativos.

O Seis Sigma ficou conhecido no mundo todo no final dos anos 2000, depois de ter alavancado retornos de aproximadamente 1,5 bilhão de dólares para a General Electric.

Assim, o Seis Sigma foi deixando de ser usado por empresas restritas e passou a ser empregado em diversas organizações de variados setores em todo o mundo.

Leia também: Lean Seis Sigma para serviços: 4 passos para implantar + benefícios

Nível Seis Sigma: o que muda?

O nome Sigma  é representado pela letra grega de mesmo nome, que significa “desvio padrão”.

Essa é uma das medidas de variação mais aplicadas no ambiente corporativo, que indica que, quanto maior for o nível Sigma, menor será a variabilidade final do processo ou produto. 

Como calcular o Seis Sigma de um processo?

Para auxiliar as empresas a descobrirem qual é seu nível Sigma e permitir a análise de avanço pelos níveis, foi convencionada uma tabela de nível Sigma.

A tabela nível Sigma associa um nível Sigma a um volume de defeitos por milhão.

Fonte: Smartsheet

Por exemplo, se uma empresa tiver seus processos no nível 1 Sigma, isso significa que aproximadamente 700 mil defeitos em produtos ocorrerão a cada 1 milhão de oportunidades.

Já no nível Seis Sigma, a empresa atinge a marca de apenas 3,4 produtos defeituosos por milhão, um número muito baixo se pensarmos em uma produção de larga escala. 

Alcançar este desempenho não é fácil. Por isso existe o programa de qualidade Lean Seis Sigma, que conta com estrutura organizacional e diversas ferramentas para auxiliar as empresas a alcançar um rendimento que pode parecer difícil, mas que irá conferir diversos benefícios para a empresa.

Dessa forma, para descobrir o valor do Sigma, sua empresa precisa ter em mãos o número de defeitos por milhão que um processo resulta.

E para avançar rumo ao Seis Sigma é preciso que a empresa reduza o volume de defeitos por milhão.

Calculo Seis Sigma: nível 5 Sigma x 6 Sigma

Para descobrir na prática as diferenças entre os níveis Sigmas, é preciso identificar o valor sigma (ou nível sigma) em que a empresa está.

Imagine uma empresa que fabrique 200.000 unidades de algum produto por dia. Entre todos esses produtos, surgem 45 itens com erros. Neste caso, temos 225 produtos defeituosos por milhão dentro das condições do nível 5 sigma. 

Ao considerar a meta dentro do Seis Sigma, a empresa deve atingir dentre os 200.000 produtos diários uma média de 0,68 produtos com erro, ou seja, 3,4 produtos por milhão.

Assim, notamos que a redução de erros passa a corresponder a 98,489% do nível Cinco Sigma para o nível Seis Sigma.

Para reduzir os erros, os colaboradores devem identificar possíveis gaps existentes na metodologia da empresa.

Para isso, é importante ter uma visão dos macroprocessos para enxergar as relações entre as atividades desenvolvidas na empresa e, assim, notar onde estão as falhas. Para isso, algumas ferramentas são úteis nessa momento, entre elas:

Com esses dados em mãos, chegou a hora de desenvolver um plano de ação para trazer as mudanças para os processos da organização e, assim, reduzir as falhas. Para isso é necessário seguir três passos:

  1. Antes de qualquer ação, é preciso conhecer muito bem a empresa e sua execução de projetos para que seja mais fácil de identificar os problemas.
  2. Em seguida, é necessário planejar as ações que serão realizadas, com base em um cronograma com funcionários e custos já definidos.
  3. Após a execução deste planejamento, é preciso monitorar os resultados para verificar se tudo correu dentro do planejado e documentar os resultados.

Como calcular o nível Sigma de um processo no Minitab?

O Minitab é a ferramenta de cálculo de nível sigma. Ela facilita os cálculos e a organização dos dados, automatizando as funções. 

No vídeo abaixo você vai entender como e porque usá-la para avaliar o nível sigma da sua empresa. Confira.

Exemplo de aplicação: case Amazon

Em 2013, a Amazon, a gigante de varejo, realizou sua tradicional Cyber Monday.

O evento rendeu um total aproximado de 36,8 milhões de pedidos. Entretanto, existe a possibilidade de aparecerem itens defeituosos na produção, que irão diminuir a satisfação do cliente e aumentar os custos.

A grande sacada dessa situação está, na verdade, na diferença entre os níveis cinco sigma e seis sigma.

Observe: no caso do nível cinco sigma, o total de pedidos apresentaria 8574 erros entre eles, pois este nível considera 233 produtos com defeito a cada 1 milhão. 

Agora, se formos considerar o nível seis sigma, que indica 3,4 produtos com defeito por milhão, o número de erros cai para apenas 125, o que significa uma redução de 98,543%. Em porcentagem, essa diferença se traduz em 99,97670% contra 99,99966%. 

Essa diferença pode parecer até desprezível, mas deu para sentir que ela causaria um grande prejuízo, não é mesmo?

Assim, além da grande redução, os outros benefícios se apresentam como:

  • maior satisfação do cliente,
  • menor custo para produção,
  • maior motivação dos colaboradores.

Como avançar no nível Sigma?

Agora que você já sabe o que é e como calcular o Seis Sigma da sua empresa é hora de aprender como sair do nível 1 e chagar ao 6. Ou mesmo como sair do nível 5 e chegar ao nível sigma 6.

Como vimos ao longo deste artigo, essa mudança de nível tem um amplo impacto nos resultados financeiros, na satisfação dos clientes e nos processos da sua empresa.

A forma mais eficiente de uma empresa ter melhores resultados no processo de melhoria contínua é contar com profissionais Black Belt e Green Belt. Esses são os nomes das principais certificações 6 Sigma.

Além delas você também pode ter um grande diferencial com profissionais White Belt e Yellow Belt.

Todos esses termos fazem parte da nomenclatura usada para diferenciar os profissionais certificados na metodologia Lean Six Sigma.

As certificações garantem que o profissional domina as melhores técnicas de otimização de processos, com base em dados e resultados.

De acordo com a sua função dentro da empresa ou mesmo no processo, uma certificação pode ser mais adequada que outra.

Tanto para níveis de aprofundamento no assunto à até mesmo sua função operacional ou gerencial que você desempenha.

Quer saber mais sobre essas certificações? Então confira o vídeo abaixo.

Ainda em dúvida sobre qual é o melhor curso Lean Six Sigma para você? Acesse o infográfico gratuito, “Os Belts dos Seis Sigma”, e tire as dúvidas que ainda restaram.

A CAE Treinamentos oferece cursos de gestão e melhoria de processos desde o nível básico ao avançado. São mais de 100 empresas de renome atendidas e 8.500 alunos capacitados pela plataforma online e cursos in-company.

Conheça mais e se inscreva nos cursos:

Conheça esses e outros cursos que vão te ajudar a conquistar uma posição de destaque no mercado.

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook, se inscrever no nosso canal do YouTube e acompanhar as publicações do nosso blog para ficar por dentro de todas as novidades!

Para você seguir com seus conhecimentos da metodologia, sugerimos também as leituras abaixo: 

Autor

Jornalista e social media formada pela Unesp.

Escreva um Comentário