Treinamento corporativo: o que é, tipos e como montar [GUIA]

Sem tempo para ler este artigo sobre treinamento corporativo? Ouça o episódio 44 do nosso podcast Business Break:

Segundo o livro “Manual de Treinamento Organizacional”, dos professores Pedro Meneses, Thais Zerbini e Gardênia Abbad, os diferentes tipos de treinamentos organizacionais fazem parte de um processo complexo que busca alinhar o desempenho humano aos resultados de uma organização.

Em outras palavras, o treinamento corporativo é uma ferramenta muito importante para que os colaboradores apresentem uma alta performance e contribuam com o crescimento dos resultados de uma empresa.

Sendo assim, este texto é um guia completo sobre o assunto. Nos próximos tópicos, explicamos os seguintes conceitos:

  • o que é um treinamento corporativo?
  • tipos de treinamento corporativo;
  • vantagens do treinamento corporativo;
  • como montar um treinamento corporativo.

O que é um treinamento corporativo?

Segundo o livro, o conceito de treinamento pode ser definido como uma “ação direcionada para atividades altamente desempenhadas”. Essas ações costumam ser de duração curta ou média e se materializam como cursos e oficinas. 

Contudo, a análise organizacional é uma etapa necessária para que o treinamento seja efetivo. Com essa avaliação, é possível identificar quais atividades dentro da empresa precisam ser aperfeiçoadas, assim como quais pessoas devem participar da capacitação.

Além disso, o treinamento não acaba por si mesmo. Após sua realização, é fundamental avaliar os resultados obtidos.

Nesta etapa, devem ser analisados os efeitos da capacitação para acompanhar o retorno que foi conquistado e identificar possíveis pontos de melhoria para ações futuras.

Em um tópico mais adiante, explicamos com detalhes precisos o passo a passo de como montar um treinamento corporativo. Continue a leitura para conferir!

Tipos de treinamento corporativo

Depois da análise geral da organização e da identificação das necessidades, é preciso escolher o formato do treinamento. Para uma escolha acertada, deve-se levar em conta os seguintes pontos:

  • recursos disponíveis,
  • quantidade de pessoas que irão realizar a capacitação.

Além disso, em meio a um mar de opções no mercado, esta etapa que pode parecer a mais simples, torna-se a mais complicada.

Por isso, neste tópico, vamos conhecer os três principais tipos de treinamento corporativo:

  • treinamento presencial,
  • treinamento in-company,
  • treinamento em plataforma online.

1. Treinamento presencial

Neste tipo de treinamento corporativo, o colaborador deve se deslocar até o local onde o treinamento será ministrado, que será em um espaço fora da empresa. Portanto, antes de escolher esta modalidade, recomendamos analisar os seguintes fatores:

  1. os custos com transporte;
  2. o tempo de deslocamento;
  3. os efeitos destes fatores nas atribuições diárias dos funcionários.

Normalmente, o treinamento presencial é indicado para organizações que não possuem a infraestrutura necessária para receber o tutor em sua sede. Outro cenário é a impossibilidade de utilização do espaço da empresa durante o período no qual o treinamento será realizado.

No entanto, esta modalidade também apresenta vantagens. A principal é a mudança de ambiente, que pode aumentar o foco no aprendizado. Isso porque um espaço diferente pode ajudar o colaborador a se desprender das obrigações diárias de sua função.

Nesta mesma linha, o treinamento presencial é ótimo para networking, pois coloca os funcionários em contato com outros profissionais do mercado.

Essa integração e comunicação pode resultar em trocas de ideias benéficas para a empresa e até mesmo culminar na aquisição de clientes.

Por fim, o treinamento presencial conta com total assistência da empresa de capacitação que cuidará:

  • da infraestrutura das aulas,
  • do cronograma,
  • da alimentação, entre outros fatores.

Logo, analisando todos os pontos apresentados, esta modalidade é uma boa escolha para negócios que precisam de uma solução rápida e eficaz.

2. Treinamento in-company 

Outro tipo de treinamento corporativo é o in-company. Neste formato, a capacitação é realizada na sede da companhia.

Logo, ao escolher esta opção, a empresa deve estar ciente de que será necessário um esforço interno para a realização do curso, palestra ou oficina.

O treinamento in-company pode ser interessante para organizações com um grande quadro de colaboradores, pois elimina os custos com transporte individual ou em grupo. Esta opção também otimiza o tempo disponível, uma vez que não demanda o deslocamento até outro espaço.

Além disso, o formato in-company apresenta várias vantagens, como a possibilidade de personalização do conteúdo à realidade da empresa. Diferente dos treinamentos presenciais, que normalmente são ministrados de um ponto de vista mais geral, pois os alunos são de diversas organizações.

Outra vantagem é a flexibilidade do cronograma, porque ele pode ser adaptado ao dia a dia da organização. Essa é mais uma diferença em comparação ao modelo presencial, que costuma possuir datas e horas não flexíveis.

Também vale destacar que o in-company demonstra um esforço maior por parte do empregador em capacitar a sua equipe.

Como esse tipo de treinamento exige uma maior participação da organização, os colaboradores tendem a se sentirem mais valorizados, pois percebem que há um interesse no seu desenvolvimento.

3. Treinamento em plataforma online

Esta modalidade de treinamento corporativo é a mais moderna disponível no mercado. E a cada dia ganha mais e mais adeptos.

Seu principal atrativo é a redução de custos, pois as despesas com deslocamento, infraestrutura física, materiais e alimentação são eliminados.

Quer conhecer mais sobre a formação a distância online? Confira no vídeo abaixo as vantagens do modelo para o treinamento da sua equipe, e como adotá-lo.

Outro ponto muito atrativo deste tipo de treinamento é a sua fácil implementação. O que faz com que seja a opção com maior otimização de tempo.

Além disso, o formato facilita o acesso às informações disponibilizadas durante a capacitação. A consulta ao material online e até mesmo a resolução de dúvidas é otimizada. Toda essa praticidade é resultado de plataformas de ensino altamente intuitivas e práticas.

A possibilidade de assistir às aulas mais de uma vez também é um ponto positivo. Afinal, a grande maioria das vezes não retemos todo o conhecimento logo de primeira. O ideal é poder revisitar o conteúdo para aprofundar os estudos.

A junção da teoria com a prática é outra vantagem que o treinamento corporativo online oferece. Como o ritmo de estudo é definido pelo aluno, ele pode unir essas duas frentes com mais facilidade.

Essas características são diferenciais muito relevantes, porque os treinamentos presenciais e in-company, além de não permitir rever a aula, condensam uma alta quantidade de informações em um espaço reduzido de tempo. 

Por fim, o treinamento online também possibilita o acompanhamento direto do aprendizado dos participantes, com dados e estatísticas que auxiliam no acompanhamento dos resultados.

Entretanto, mesmo com essas facilidades, muitos profissionais ainda se sentem inseguros em realizar capacitações online por inúmeros motivos.

Caso você se enquadre neste grupo, recomendamos o nosso curso online e gratuito em White Belt – Lean Seis Sigma.

Nele, você aprenderá os conceitos básicos de uma metodologia voltada à melhoria contínua das empresas. Além disso, verá como existem conteúdos online de extrema qualidade.

A formação conta com aulas dinâmicas, suporte de professores altamente qualificados e certificado reconhecido pela Associação Brasileira de Educação a Distância – ABED e pelo The Council for Six Sigma Certification. Inscreva-se!

Leia também: Cursos de capacitação online: dicas de como estudar à distância?

Vantagens do treinamento corporativo

Os treinamentos corporativos podem proporcionar diversos benefícios às empresas e seus colaboradores. A seguir, listamos os principais:

  • desenvolvimento profissional dos colaboradores;
  • cultura de estudo constante;
  • melhora do engajamento e da motivação;
  • integração dos times.

Desenvolvimento profissional dos colaboradores

O desenvolvimento profissional dos colaboradores é um dos principais benefícios que o treinamento corporativo proporciona tanto para os funcionários quanto para as empresas.

Afinal, uma melhor qualificação pode ajudar as pessoas a conquistarem a ascensão profissional desejada.

Assim como pode auxiliá-las a realizar o seu trabalho com eficiência, agilidade e qualidade, agregando mais valor ao produto ou serviço que a organização oferece.

Por consequência, esses benefícios podem impactar diretamente em diversos indicadores do negócio, como, por exemplo, a produtividade e a lucratividade. E que empresa não tem o objetivo de otimizar o seu nível de produção e lucro, não é mesmo?

Veja também algumas dicas adicionais de como desenvolver uma equipe de alta performance:

dicas de como desenvolver uma equipe de alta performance

Cultura de estudo constante

A realização frequente de formações para o aprimoramento das habilidades dos colaboradores pode tornar essa prática parte da cultura organizacional.

Mas o que isso significa? É uma atitude muito positiva que indica aos funcionários que o desenvolvimento constante é valorizado. Dessa forma, eles podem se motivar a estudar continuamente, indo além dos treinamentos oferecidos pela empresa.

E como dissemos no tópico anterior, isso é extremamente benéfico para as duas partes, uma vez que tanto o profissional quanto a organização podem ter melhoras significativas.

Melhora do engajamento e da motivação

O engajamento e a motivação dos colaboradores são mais dois aspectos que os treinamentos corporativos podem beneficiar. Afinal, todo mundo gosta de adquirir novos conhecimentos, não é?

Aprender algo novo faz com que as pessoas se sintam motivadas a aplicar os conceitos no seu dia a dia, contribuindo com o engajamento para a realização das tarefas.

Além disso, novos aprendizados podem contribuir com a confiança e segurança dos profissionais. O estudo pode proporcionar a sensação de que você está mais preparado, o que auxilia a confiar na qualidade das suas entregas.

Integração dos times

Por fim, o último ponto que destacamos é a integração entre diferentes equipes da empresa. É muito comum times de setores distintos não se comunicarem, nem se conhecerem. Mesmo que não afete a qualidade dos trabalhos, isso não é algo positivo.

A integração e a comunicação das equipes pode proporcionar benefícios em diversos âmbitos, como melhorar o clima organizacional e aprimorar o produto ou serviço por conta da troca de informações.

Você notou que todas as vantagens que os treinamentos corporativos podem proporcionar estão associadas ao aperfeiçoamento profissional e interpessoal dos colaboradores? Pois é, as formações ajudam a aprimorar o ativo mais importante da sua empresa: as pessoas.

Confira também: Como crescer profissionalmente: aprenda com 7 textos nossos

Como montar um treinamento corporativo

Confira um passo a passo prático e simples de como montar um treinamento corporativo:

  1. identifique os pontos de otimização da empresa;

  2. defina os recursos para o treinamento;

  3. planeje os detalhes;

  4. estabeleça metas;

  5. incentive a participação da equipe;

  6. execute o treinamento.

1. Identifique os pontos de otimização da empresa

O primeiro passo de como montar um treinamento corporativo é analisar a companhia por completo. Dessa forma, será possível entender quais são as principais dores do negócio e das equipes, possibilitando entender se alguma capacitação pode ajudar a otimizar os resultados.

Em alguns casos, pode ser até mesmo que a solução para as principais dores não seja exatamente a qualificação dos profissionais. No entanto, isso não significa que a capacitação deve ser deixada de lado.

Ela pode até não ser uma prioridade para o momento, mas deve ser realizada para evitar o surgimento de outros problemas.

Portanto, identifique possíveis otimizações e veja como algum treinamento específico pode ajudar na implementação dessas melhorias.

2. Defina os recursos para o treinamento

Após listar os aspectos organizacionais que podem ser melhorados por meio de capacitações, estabeleça os recursos que serão destinados ao desenvolvimento dessas formações.

Esta etapa depende diretamente da cultura, do tamanho e das prioridades da empresa. Isso porque esses fatores definem o orçamento e o tempo que serão dedicados à elaboração de treinamentos.

Sendo assim, analise e alinhe esses aspectos para entender quais recursos serão destinados.

Obviamente, um treinamento simples é melhor do que nada, mas evite destinar uma quantidade de recursos que afete a qualidade das capacitações. Isso pode gerar frustração, porque os resultados esperados podem não ser alcançados.

3. Planeje os detalhes

Em seguida, é o momento de planejar detalhes mais específicos, como o tema do treinamento, a duração, a data de realização, entre outros pontos.

Para isso, pegue a lista de possíveis otimizações feita no primeiro passo e a classifique de acordo com a ordem de prioridade. Depois, elabore um calendário de treinamentos com temas relacionados aos problemas da lista.

Após a definição dos assuntos que serão abordados, avalie o que o orçamento disponível permite fazer. Veja se há a possibilidade de trazer um profissional de fora ou se há algum colaborador que pode conduzir a capacitação.

Por fim, depois de definir quem será o facilitador e o formato do treinamento, alinhe o restante dos detalhes com toda a empresa, como, por exemplo, o melhor dia e horário.

4. Estabeleça metas

Estabelecer algumas metas é importante para acompanhar e medir os resultados trazidos pelo treinamento corporativo. Afinal, todos os investimentos que uma empresa faz devem ser medidos para avaliar o retorno (ROI).

Nesta etapa, as metas SMART podem ser de grande ajuda. Essa metodologia estabelece uma série de critérios para a definição de objetivos realizáveis e mensuráveis.

Fonte: Siteware

Além disso, a avaliação dos resultados ajuda na identificação de aprimoramentos que podem ser implementados nos próximos encontros, tornando-os mais efetivos.

5. Incentive a participação da equipe

Com o treinamento corporativo todo alinhado e já com data marcada, é hora de compartilhar os detalhes com os colaboradores.

Mesmo que a participação seja obrigatória para todos, procure motivá-los a participar ativamente da capacitação. Isso fará com que eles aprendam melhor e irá estimulá-los a colocar os conceitos em prática.

6. Execute o treinamento

Depois que tudo estiver alinhado e todo mundo animado para o dia do treinamento, basta executá-lo!

Lembre-se de acompanhar as melhorias! Isso é muito importante para entender como a empresa e os profissionais foram beneficiados.

Faça treinamentos corporativos com a CAE!

Ao optar por um treinamento corporativo, é importante buscar por instituições de qualidade, que ofereçam conteúdos que agregam valor aos seus funcionários, de acordo com a necessidade da empresa.

A CAE Treinamentos oferece todos os tipos de capacitações organizacionais: presencial, in-company e plataforma online.

Contamos com mais de 25 mil alunos capacitados e mais de 100 empresas de renome atendidas. Quer saber mais sobre a CAE? Assista ao vídeo abaixo:

Aqui, sua empresa ainda tem acesso a dois planos de assinatura para escolher o que se adapta melhor às suas necessidades. Escolha e se inscreva!

Se você gostou deste conteúdo, não deixe de acompanhar o nosso blog e nos seguir nas redes sociais. Estamos no Facebook, Youtube, Linkedin e Instagram.

Autor

Jornalista formada pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) com vasta experiência em redação e comunicação para a internet.

Escreva um Comentário